Quarta-feira, 19 de Março de 2008

Big Brother Brasil 8: Equívocos e Apogeu

 

Com essa imagem (a serenidade de Thati na própria eliminação e a alegria de Gyselle com a já certa vitória) que o Big Brother Brasil 8 chegou ao final. Sim, ainda existem duas eliminações pra acontecer e o programa só termina na próxima terça, mas quem acompanha sabe. O BBB acabou.

E ao passo em que a eliminação de Thati dita as regras sobre o como o povo brasileiro, apesar de gostar de ver o jogo acontecer, pune quem joga descaradamente, temos algo que jamais aconteceu nas outras edições: O BBB ferve mesmo pra quem está aqui do lado de fora.

Thatiana foi eliminada ontem com 70% dos votos. Mesmo com todo o seu exagero pessoal, era uma ótima candidata ao prêmio. Era uma merecedora dele. Brigou, quis, lutou, aguentou e causou. Foi responsável por grandes momentos do jogo e junto com Marcelo, e acho até que mais do que ele, fez o BBB acontecer em suas sutilezas e extremos.

Hoje li uma entrevista com Pedro Bial. Ainda inexplicavelmente, Bial repassa as atitudes de Marcelo Arantes com condescendência e até admiração. Cita com júbilo todas as opressoras necessidades do médico em "trazer à tona os problemas entre as pessoas e sobre as pessoas". Classificando como corretas e louváveis as demonstrações claras de falta de caráter que o psiquiatra demonstrou dentro da casa. Ofendendo e invadindo a individualidade de todos os outros participantes.

A entrevista se julga esperta. Bial continua inflando Marcelo e convencendo o moço de que ele é mesmo muito esperto e inteligente. E que sabe usar isso. E Marcelo vai derrapando, sem saber lidar com o próprio deslumbramento, e respondendo a tantos elogios com mais arrogância e soberba. A imparcialidade e simpatia de Pedro Bial por ele vai tão longe que o apresentador acredita inclusive nas boas intenções de Marcelo em ter-se assumido gay. É como se apenas pelo fato de ser muito grosseiro e mal-educado ao "dizer as verdades na cara das pessoas", Marcelo já tivesse uma postura irrepreensível e unicamente verdadeira. Pra mim não, pra mim ele jogou com a saída do armário. Falhou. E foi adiante fazendo buracos como uma britadeira em quem viesse pela frente.

Bom, Marcelo teve seu momento. Ana Maria Braga agora sabe como funcionam as prioridades do moço. Talvez Bial um dia esqueça o que isso representava pro jogo, e também venha a saber.

Thatiana, a vítima mais atingida pelas estratégias maliciosas de Marcelo, terá a vida e a estrutura emocional abalada durante muito tempo por ele. Uma passadinha pelo Big Bosta Brasil (blog sobre o programa) mostra que aqui fora ela é a segunda lésbica mais famosa do Brasil. Só perde pra Ana Carolina. E poucos serão os que terão piedade de não dizer isso na cara dela. Os esforços do programa foram tantos em tirar a moça do armário que sobrou até pra melhor amiga dela Thessa, que como bem disse a Mary W. do blog BBB, o Oitavo, também vai ter que tatuar "eu não namoro a Thati" bem no meio da testa se quiser fugir dessa situação.

Ontem, ficou muito claro que o destempero de Marcelo era tão importante nessa edição, que quando ele começou a reagir, a única coisa que o programa podia fazer era homenageá-lo com glórias e vivas. Marcelo provocou uma dramaturgia. Frágil e maldosa. Mexicana. E foi seu próprio carrasco, porque aqui fora, mesmo com todos os elogios de Bial, ninguém está interessado nele, apenas no descontrole dele. Assim como Thati terá que dar muitas explicações sobre sua sexualidade, Marcelo vai amargar o personagem que criou e que o público adora odiar e provocar. Como um felino numa jaula do zoológico, que pra você ver feroz como nas suas fantasias, você provoca e insulta.

O programa de ontem encerrou as expectativas. Marcos, Natália e Rafinha não são páreos pra Gyselle. O milhão é dela. Quando Thati saiu por aquelas portas, fechou-se o ciclo em volta de um BBB intenso e cheio de equívocos de julgamento. Realmente sem vilões e mocinhos. Mas cheio de desvios de conceito. Thati achava que pra ser carismática tinha que ser exageradamente emocional, Marcos achava que pra chegar até o final, tinha que ser amigo de TODOS, Natália achava que não podia votar em ninguém que gostasse e que ao mesmo tempo, tinha que gostar de todo mundo, Marcelo achava que pra ser sincero teria que ser estúpido e que sinceridade é propriedade de quem sabe jogá-la na cara dos outros primeiro. Gyselle achava que seu trabalho era chegar até o final, sem laços, sem conflitos e sem tremores. Como uma formiga operária. Enfim.... nunca houve tantos conceitos equivocados. Já que até mesmo o apresentador Pedro Bial, achou que homenagear a participação de um brother que alavancava a audiência com conflitos encomendados sob medida pela própria incoerência, era fazer com que ele saísse de lá achando que na vida também poderia continuar a ser assim.

Terça-Feira que vem Gyselle sai da casa com o prêmio. E também será merecido. Ela não formou alianças falsas, desnecessárias, não fingiu e não enganou ninguém. Foi seca e dura. Individualista e segura. Nada simpática. E exatamente por isso que é melhor o prêmio ser dela. Marcelo e Thati foram falsos um com o outro e pra sí mesmos. Fizeram-se acreditar que eram seres humanos com um olhar além. Não merecem ser premiados por isso. Porque ao contrário de todos nós, que veríamos isso como um prêmio a um participante que se envolveu com o jogo, pra eles seria um prêmio ao caráter e a personalidade. Do jeito que estava. Cheia de truques e adornos. É assim que eles são. E Marcelo já nos mostrou isso desde que passou por essas mesmas portas que decidiram o destino da Bione e ofuscaram ouro no de Gy.

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 15:23
Link | Dobre (comente) | favorito
Sábado, 15 de Março de 2008

Ao Mala Com Carinho

Postado no diário do Marcelo, hoje.

 

Quer dizer que você lê os comentários??

Que bom!

Prazer Marcelo, aqui quem fala é o Henrique. Sou gay também. Grande fã do BBB.
Primeiro, acho que devo deixar claro que minhas palavras não são fruto de uma cólera gratuita ou xiita. São as minhas "verdades". Que também podem ser conhecidas como "minhas desafiadoras provocações".
Eu te acho lindo. Você é o meu tipo dos pés à cabeça. Quando te vi no programa, soube: "esse cara vai mexer comigo". E eis que pra minha surpresa, você começou a mexer com muita gente.
No início, as vítimas eram perfeitas e corretas. Thalita merecia mesmo um chega pra lá. Era maldosa e manipuladora. Já Fernando tinha lá seus defeitos, mas era só um garoto mimado. Aliás, todos tinham seus defeitos e independente da necessidade de ignorar isso nos outros ou não, estavam todos ali, exercendo a árdua tarefa de conviver com tudo isso.
Todos, menos você.
A partir daí, uma nova inquisição foi montada na casa do BBB. A inquisição ministrada pelo infalível Dr. Marcelo. E a caça às bruxas foi dura! Um a um, aqueles brothers foram sendo jogados na fogueira. Um porque agia demais, outro porque agia de menos, um porque não falava muito sobre o que o incomodava, outro porque falava o tempo todo. Um porque era muito gentil. Outro porque se atrapalhava na hora de votar... Enfim, a lista é grande! A lista de defeitos. Defeitos insuportáveis. Tão insuportáveis que tornavam impossível a sua estadia sem ter que discutí-los a cada quinze minutos com palavras intolerantes, cruéis e injustas.
Tudo isso não me impressiona. Na verdade, embora você não se canse de dizer que "esse é seu jeito" e que "as máscaras tem que cair", ou outros chavões de efeito, sabe-se que diante do carisma de um, da beleza padronizada do outro, do blasé cult e do recurso emocional, você não tinha lá grandes armas. Era o mais velho. O mais gordinho. O gay reprimido por impulsos de bissexualidade. Tinha dois caminhos: transformar essas qualificações (o gay e o gordo) em martírio e provocar pena. Ou forçar uma dramaturgia impiedosa. Fracassou na primeira... e teve algum êxito na segunda.
O que na verdade me impressiona é o côro que você arrasta pra sí. As estratégias de jogo que você tanto criticou em Thati, Natália e outros, não são nada perto da armação bélica que você usou. Você foi cruel. Ofendeu, atacou, perturbou a paz de pessoas que tinham todo o direito de montar suas próprias estratégias. Você foi a extremos inacreditáveis de pretensão e infantilidade. Quando vi você chamar Gyselle de prostituta (seja homem e assuma que foi essa a insinuação) e tapar os ouvidos como um bebê pra não ouvir a resposta, tive certeza que não havia ali um homem instruído, forte, manipulando as rédeas de um jogo. O que havia ali era realmente uma criança. Louca por holofotes. Confusa entre aceitar carinho e manter o próprio direcionamento. Seu jogo estava sendo como o daquelas crianças chatas que não são populares na escola e nunca conseguem participar da galera mais legal, e então, como último recurso, começam a impôr essa participação sendo maldosas e desagradáveis. Como quando a gente entra numa sala de bate papo e ninguém quer falar com a gente. A gente então começa a falar mal de todo mundo e logo somos notados.
E esse côro, esse que te acompanha, realmente parece acreditar nessa sua maneira pseudo-estudada de lidar com o jogo. Suas entrevistas depois que saiu, só confirmam esse deslumbramento mental que vc parece ter sofrido. Todos estão te superestimando. Pedro Bial foi extremamente irresponsável te apoiando tão descaradamente. Você vai sair daqui pra vida, achando que detém uma visão acima do mundo. Que tem o "dom" te provocar os outros. Provocar os outros é fácil Marcelo, difícil é saber tolerar, e nessa missão, você falhou. O que você fez ali dentro, qualquer um com alguma falta de senso prático, também faria. E o que me mata é saber que tem gente que acha que vocÊ está certo e que é melhor do que quem ficou lá. Não, você não é. Eles foram muito mais espertos que você. O povo (e vocÊ não é melhor que o povo, não é mais esperto que ele) odeia quem machuca os outros e por mais que quisesse ver o circo pegar fogo, não ia tolerar suas agressões.
Agressões dentro e fora da cara. Porque seus contos eram de uma pretensão absurda. E daí se você consegue enxergar as pessoas? De que isso vale se é só pra usar isso contra elas? Thatiana tinha todo o direito de manter a sexualidade dela em segredo. Você quando conhece alguém vai logo dizendo: "oi, sou gay"? E se você pode querer beijar a Gyselle, ela não pode querer beijar o Marcos? Natália pode ser servil, mas isso não a torna mentirosa. Pessoas assim tem baixa auto-estima e buscam aceitação. Ainda bem que ela foi a única que soube te enfrentar à altura. Gyselle pode ter se aproveitado do seu nervosismo, mas ela é melhor do que você. Porque nunca disfarçou seus sentimentos negativos pelas pessoas, mas  sempre soube conviver. Marcos ignora os problemas, vai viver mais que todos nós. E Rafinha é um garoto muito esperto, mas do que você seria em mil anos. Até de você ele se aproveitou.
Do que adiantou tanta briga? Tanto grito? Tanta maldade?
 Ah claro, estão te passando diploma de "observador", eu tinha esquecido.
Sei que poucos são os que entenderam também o seu teatro. Thati não foi tão sutil quanto você. Mas o BBB teve seu grande manipulador de emoções. Você forçou uma narrativa que alavancou a audiência, mas seu teatro estava claro. Você não esperava os conflitos. Você os provocava. Tinha um universo incrível de frases de efeito que jamais achei que um homem tão instruído seria capaz de usar. Tinha expressões de ódio, deboche e fúria que nem no Tablado ensinam mais. E quando caía no choro, em ímpetos inacreditáveis, deixava as lágrimas caírem pelo canto do olho (que é mais fácil). Óbvio que se está lendo isso, o que duvido, discorda de tudo isso... mas eu te pergunto: se estava tão certo do teatro de Thati, porque não posso estar certo sobre o seu?
Baixe a bola, Marcelo. Seja humilde. Pare de agir como se fosse o fodão. Aquele que enxerga tudo e todos num nível acima dos mortais. Como se ninguém conseguisse formar um argumento melhor que você.
Mesmo que parecesse pernóstico, resolvi dizer "tudo que penso de você". Não é assim que você faz? Vai até lá, perturba a paz das pessoas, e sem que elas peçam e sem que pareça normal, diz "tudo que você pensa".
E aí? É bom estar do outro lado?

Um beijo pra você.

 

Pronto, agora estou em paz. Mesmo que ele não tenha lido.

Page Turn!

Tags: ,
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 19:01
Link | Dobre (comente) | Ver dobras (2) | favorito
Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Atrás da Shaninha

Hoje eu tô puto!!

 

A gravação que fiz das minhas falas pra Via Sacra ficou uma bosta sem tamanho (é, as falas são gravadas e rola um autodublagem). Colocaram uma música tipo "Ben-hur" no fundo e eu fiz tudo com aquele tom "tomei prozac" que é característico de quem interpreta Jesus (não por preguiça, mas é sempre o que se espera dele). Ficou ridículo! E não vai dar pra regravar.

 

Marcelouca do BBB continua me irritando ao extremo e hoje, enquanto eu assistia à entrevista bisonha dele no Vídeo Show, a cadelinha Shaninha, do Gustavo, fugiu pela beirada do portão.

 

Lá vai eu, no meio de uma chuva torrencial, com a roupa do trabalho, atrasado, procurar a cadela. O pânico era total. Gustavão ia enlouquecer e eu junto. Procurava pelas ruas todas do quarteirão e... nada. Nem sinal. Até que uma alma caridosa apontou uma direção e lá fui eu:

 

"Viu uma cadelinha branquinha por aí?" (não sei escrever o nome da raça)

 

Quando avisto a dita cuja e chamo por ela, ela me olha com aquele olho travesso e... sai em disparada. A sujeita não quis saber. Saiu em disparada e eu atrás, pelas ruas do bairro, gritando: "Peguem essa cachorrinha aí!!!!". E o melhor, gritando o nome dela: "Volta Shaninha!!".

"Peguem a Shaninha". O fim da picada!! É sério, corri por várias ruas. Até que ela entrou num quintal de uma casa deserta. Eu tive que chamar os vizinhos e eles me ajudaram a cercá-la.

 

Voltei pra casa todo sujo, enlameado, puto, mais atrasado ainda pro trabalho e emocionalmente abalado. Chorei pencas quando cheguei em casa. E ela lá, me olhando com aquela cara de menina arrependida. O diabo é que eu gosto da safada.

 

Estou morto. Exausto. Por sorte hoje chegaram as temporadas de Gilmore Girls que eu tinha comprado. Mais uma vez, a TV vai aliviar os pesos dessa confusa existência.

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 17:59
Link | Dobre (comente) | Ver dobras (1) | favorito
Domingo, 9 de Março de 2008

World BBB

Todo mundo vê, todo mundo fala mal e enquanto isso, as pesquisas apontam as classes A e B como maiores espectadores. O BBB segue sua trilha.

Acabo de descobrir o mundo dos blogs sobre o programa. Aqui na minha lista de links já tem o Big Bosta Brasil e o BBB, o oitavo. Nesse último, a ótima Mary W. tem as melhores análises e mostra nesse texto transcrito abaixo, que pode-se trabalhar a inteligência usando qualquer tipo de material.

Muita calma nessa hora. Eu tava contando. Que eu tenho pelo menos 10 dedos pra votar. E posso ainda aprender a digitar com os pés. Sinceramente. 64 milhões. Eu acho pouco. 20 dedos resolvem. Acabei de ver a briga dele com a Gyselle e tal. Foi em cima demais. Brigaram e começou o programa. Não deu tempo de mostrar. Ela é irretocável em algumas coisas. Não arrega mesmo. E é articulada, embora não saiba falar esse tal de português. Ela consegue dizer o que QUER dizer. Se tem pouco vocabulário, faz bom uso dele. O Marcos é complicadíssimo. Não sei quem viu a conversa dos dois na cozinha. O Marcos NÃO conseguiu falar nada do que queria. Ele disse "eu não confio em você" depois que o Marcelo perguntou duzentas vezes pra ele se confiava. Ele disse que queria que o Marcelo saísse. Mas o Marcelo praticamente o obrigou. Titubeia DEMAIS. Tipo assim, mas então, por exemplo. O Rafinha ontem fez um papelão. Não acho que ele tem realmente medo. Acho que ele acha que é o melhor jogo. Ele sai da roda quando falam do doutor. Erro grave. Acha que com o jogo solitário, que agradou no começo, vai ganhar. O jogo mudou. A Bianca e a Thalita não mais o assediam. Tem que rever a estratégia. Pelo visto, não vai. A Nathália não tem inteligência emocional pra lidar com o que tá rolando. Ela não consegue compreender o comportamento do cara em instante nenhum. Ela fica ué MESMO. Não é tipo. Na minha opinião é quem mais sente o clima pesado que ele impõe. Não tem medo dele. Porque ela não tem segredo. O máximo que ele pode falar dela? Biscate. Pff. Ele sabe também. Que não há nada. E se tentar mostrar, vai fortalecê-la. Caipira. Ponto pra ela. Simplória. Ponto pra ela. E assim por diante. Thati Bione. Osso duro de roer. O problema. Ele não deixa as pessoas falarem e conduz a conversa. Mesmo que ela pensar e repensar o que dirá. Ele não vai deixar ter *o* efeito. Porque vai interromper e tentar mudar o rumo ou simplesmente sair. Ela sinalizou bem hoje. Disse que ele finge ser gay e perguntou o que é a verdade e tal. Mas ele fez dois movimentos que, eu acho, a deixaram em xeque. Primeiro approach. Ele disse que estava lendo o livro que a Juliana emprestou a ele e depois passaria pra ela. Que tem anotações (parece que feitas pela Ju) e que pode ser bom pra Thati. E depois, na piscina, ele encerrou a conversa (simulando carinho) dizendo que sabe que a Ju é a pessoa que ela mais gostava na casa. Disse mais de uma vez e enfaticamente. Não precisa ser a rainha da interpretação. Ele disse "vem em mim que eu vou jogar na sua cara que você tava apaixonada pela Juliana". A Thati entendeu. E agora deve estar. Ou tirando o time de campo. Ou se preparando para lidar com isso.



Esses são os nossos soldados.

Alguma coisa pode sair da Thati. E com certeza sai da Gyselle. Ela tem o dom mais precioso no momento. Ela consegue calar a boca dele. Daí as palavras dela aparecem. Etc etc.


Não é mais um reality show. Não é factível o comportamento dele. Ele está disposto a perder TODA a reputação nessa super exposição. E tá contando que os outros não estão.

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 21:53
Link | Dobre (comente) | favorito
Sábado, 8 de Março de 2008

O Grande Macaco do Circo BBB

 

A saga de Marcelo no BBB 8 continua! A saga de constrangimento, aliás. Porque só dá pra ficar constrangido agora com as loucuras e malidicências dele. Deus queira que aquilo tudo seja tipo, porque se ele for aquela pessoa, cruzes!!!

O cretino voltou do paredão! Numa edição muito suspeita, que embora exibisse os desentendimentos dele com Gyselle, omitiam o comportamento infantil do psiquiatra. Marcelo, que antes achava os erros de português da moça muito charmosos, corrigiu-a grosseiramente e após a primeira briga, foi ao quarto dela pegar de volta os presentes que lhe deu. Tudo omitido pela edição, que preferiu vitimizar o doutor mostrando o choro dele com Natália, a recusa de Marcos em comer sua comida e os momentos mais serenos da discussão com Gy. Estratégia para mantê-lo na casa e que foi confirmada pelo discurso condescendente de Pedro Bial.

A segunda briga dos amigos foi bem pior. Marcelo chegou a chamar Gyselle, muito sutilmente, de prostituta. No entanto, a discussão acontecia minutos antes do programa entrar ao vivo e a edição ficou impossível.

O fato é que a estranha saída de Juliana aumentou muito as desconfianças dos espectadores. O que eu acho péssimo, já que acredito muito no programa. Embora tenha ficado muito claro o desespero da equipe de Boninho em manter o doutor e garantir mais tensão nessa reta final.

E eles conseguiram. Minutos depois do resultado, Marcelo já continuava sua caça às bruxas, indo tirar satisfações com Marcos (já assustado com ele) e com Thati. Certo de que era o herói da edição (em parte por culpa do discurso de Bial) e se achando o tal, por conta de sua piegas e pernóstica grande eloquência. Insistindo elouquecidamente naquele papo de "todos são falsos e eu não". Um saco. Fora a cara de maluco de novela das oito que ele faz. Quase morri de rir quando ele disse que Gyselle descartava as pessoas quando elas a decepcionavam. Costuma ser natural de pessoas egoístas, esquecerem de olhar pro próprio umbigo antes de julgares os outros. Marcelo é como uma criança invocada que quando é contrariada, fica de mal e cria um inimigo. Ele não admite falhas. Ele não admite ser votado. Ele não admite contradições. Aliás, ele só admite as dele. E dá-lhe discurso pronto, frases de efeito brega e ofensas gratuitas! E ele se acha um grande organizador de argumentos! A capacidade dele de discutir com alguém beira a idade mental adolescente, quando você diz pro seu algoz "você não vive, vegeta" (hit pra ofender quando eu tinha 15 anos) e acha que tirou um grande e inteligente argumento da cartola. Vide o "quer falar alguma coisa? Você tem dois minutos".

Argh!!! Ele me deixa doente!!

Ontem ele estava contando pra Gyselle que quando era criança, todo início de ano fazia uma lista das coisas que devia mudar em sí mesmo pra conviver melhor com as pessoas. O teatrinho dele é de quinta. Ele faz cara de coitado, embarga as palavras, chora com o canto do olho (que é mais fácil) e conta uma historinha que mostre como ele se sente excluído. Se a Thati tá mesmo fazendo teatro, merece o Oscar. Convence muito mais! E se a historinha das listas for verdade, ele devia ter seguido, porque é um mala sem precedentes! Nunca vi alguém com tamanha intolerância pra lidar com os outros.

Enfim, Boninho deve estar até agora pagando promessa. Marcelo é sua maior atração no circo Big Brother. Briga, vira os olhos, ofende, debocha, maltrata, inferniza... tudo que um bom macaco de auditório deve fazer pra garantir audiência. E tá lá achando que tá arrasando.

Vamos ver até onde isso vai.

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 18:31
Link | Dobre (comente) | favorito
Terça-feira, 4 de Março de 2008

Marcelinho ficou de mal!!

 

Tá vendo o bundão do Marcelo??

Sabe o que ele está fazendo??

Depois de ouvir de Gyselle que ela não está mais do lado dele (finalmente!), ele vai ao quarto dela e pega de volta (!) dois presentes que havia dado à moça.

Dá pra acreditar??

Como uma criança, enquanto pega de volta as coisas que deu a ela, ele resmunga: "não merece o livro...", "Por uma questão de caráter, a guarda é minha!".

Esse cara é um fenômeno. 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 22:44
Link | Dobre (comente) | favorito

Tudo Sobre Ele

Pesquisar Dobras

 

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Ontem

Big Brother Brasil 8: Equ...

Ao Mala Com Carinho

Atrás da Shaninha

World BBB

O Grande Macaco do Circo ...

Marcelinho ficou de mal!!

Páginas Viradas

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Tags

todas as tags

Links

Autógrafos

Assine meu Livro
blogs SAPO

subscrever feeds