Sexta-feira, 29 de Julho de 2005

- Um Dia Teremos Asas...

E a profecia se cumpriu e minha amiga Diana passou no vestibular!!!
Ouro Preto é o novo porto.
Às vezes a gente tem mania de tornar especiais as coisas que nos circundam. Numa sensação realmente genuína, vimos alguma coisa de diferente em quase tudo que faz parte da nossa vida. Nossas relações com o mundo sempre soam diferentes. Nossa turma de colégio sempre é a melhor ou pior. Nossa análise sobre determinadas coisas sempre é mais inteligente e de todas as turmas de amigos do mundo, a nossa é sempre a mais sortida de "escolhidos".
Com a galera do Teatro aqui em Rio das Ostras foi assim. A minha turma mesmo. A infame Oficina 01. Toda formada por criaturas que saíram dos quatro cantos do estado. Nunca se viram antes. E eram sempre opostos crônicos. Parecia um reality show. E como todo bom programa desse gênero, as eliminações foram constantes. As intrigas idem. E hoje, só restam alguns participantes impacientes, que se voltaram contra as regras do jogo e que apesar disso, também se recusam a abandonar o front.
A Diana não é da minha turma. Ela é de outra. Mas de todos os inclusos nesse universo egocêntrico do teatro riostrense (e mundial, talvez), ela é um dos poucos elementos que se mantém neutro. Imaculado.
Eu ainda posso dedicar um post inteiro só pra falar de como os atores são cruéis e narcisistas às vezes. E em se tratando de uma cidade pequena, com modus operandi paternalista e cheio de protecionismo conveniente, isso é ainda mais sufocante. De um jeito ou de outro, os interesses vão se chocando e com a falta de opções pra discutir, as vontades monárquicas sempre são a última palavra. E atores não são bons no papel de plebe. Não são servis. E como bons Girondinos, estão sempre insatisfeitos com o poder que não lhes cabe, em circunstâncias que não os favorecem e amedrontados com as periferias que os ameaçam.
Talvez hoje eu esteja descontente com a minha arte.... sei lá. Mas de todos que circundam esse nosso mundo de vaidade, a Diana é uma das poucas que só se preocupava com o teatro. Sem intenções paralelas. E como prêmio por sua sabedoria silenciosa, ela vai voar. Ela vai se libertar das correntes que prendem a todos nós. Ela vai continuar mudando. Como aliás, deve ser com todo mundo que deseja uma vida produtiva. A estagnação é um mal provinciano, eu acho. E estamos todos contaminados com ele. Mas a Diana, indo contra todas as previsões dos nossos pérfidos "conhecedores do sistema artístico", vai voar prum lugar onde ela possa continuar lutando contra as novas vozes encharcadas de fel que são sempre habituais nesse nosso contraditório mundo de sonho e intolerância.
A Diana merece ganhar essas asas. Renovar o casting de sugadores de energia. Desses aqui ela vai ganhar distância. Vai aprender novas técnicas de silêncio. Novas maneiras de se manter imaculada. Ela provou que pode muito mais do que quem sempre alardeou poder.
Parabéns Diana! Você vai viver a liberdade lúdica que sempre fez parte dos nossos sonhos secretos. Você vai fazer diferente.
E Rio das Ostras vai ficar pra trás.
O circo de palhaços apáticos.
O castelo de cartas marcadas.
O auditório de macacos treinados.

"Let me fall. If I fall there's no reason to miss this one chance. This perfect moment. Just let me fall"
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 16:59
Link | Dobre (comente) | favorito
3 comentários:
De Vamos ver a 30 de Julho de 2005 às 08:45
É Henrique concordo com você plenamente, o que nós podemos fazer, somos meros mortais aprendendo ou tentando viver nesse mundo confuso e cheio de dores. Realmente a Diana é a diferença e também aposto muito em sua carreira e na pessoa que ela é.
Sei que nós já vivemos já vivemos muitas coisas juntos para mim isso é muitos bom, porque sempre aprendi muito com meus amigos e vou sempre aprender muito com essas pessoas maravilhosas que estão ao meu redor. Apesar de todos as brigas e contradições, sempre chagamos a um bom senso. Saiba que para mim você e uma pessoa muito especial, de coração mesmo, tipo assim TUDO DE BOM CARA !! he he
Te adimirar muito. Beijos Ana Beatriz
De Anonymous a 30 de Julho de 2005 às 18:53
Meu Deus, Carlos Henrique, que lindo! Ta certo que eu ando meio metida, mas não mereço tanto! Agora fiquei até sem fala. Eu... eu não sei o que dizer... eu acho que não é tudo mérito somente meu, também tive mestres que me ensinaram a humildade, mestres que me ensinaram a ouvir. E, mais do que isso, levei muito na cabaça. Esses golpes foram os meus verdadeiros mestres. E, diferente de muitos que reclamam e almejam o poder, eu já vivi sem o teatro, sem poder ensaiar, sem poder estudar um personagem. Aqueles que “amam os holofotes”, como diria o Mário, nunca viveram sem eles, mas como já vivi sem teatro, eu sei o quanto dói, o quanto isso é vital para mim. E, há onze anos atrás, eu fiz uma opção: viver para o teatro. Isso é tudo. Uma atriz deve viver da dedicação e observação, não importando se isso traria ou não grandes personagens, grandes performances. Mais importante do que o papel de Ofélia é estar no elenco. É contra a minha natureza ser humilde, mas pelo teatro vale a pena, tudo vale a pena. Com a humildade, conseguimos muitas coisas, que, talvez, nunca conseguíssemos com a arrogância. Bem, esse comentário vai ser longo, mas, uma vez, quando eu não podia fazer teatro, um professor meu, de filosofia, me contou uma historia que é verídica, sobre águias, isso faz parte da ecologia delas. Uma águia vive, em media, 70 anos, mas depois de 30, 35 anos, suas asas começam a perder as forças, seu bico reto começa a ficar curvo e suas garras curvas começam a ficarem retas. Quando isso acontece, ela faz um ninho na montanha mais alta que encontra, para que não precise voar grandes distancias. Ali, ela bate, na rocha, seu bico até destruí-lo, para que, depois, cresça um bico novo, reto, forte. Depois ela destrói as garras, para que estas também cresçam mais uma vez, fortes e curvas. Por fim, destrói as asas, para que nasçam novas asas e ela possa voar mais alto e mais longe do que antes. Depois de completada essa renovação, ela voa para viver mais 30, 40 anos bem-vividos. Dói muito destruir seu próprio bico, suas garras e suas asas, mas nada se comparar à sensação de poder voar novamente. Para finalizar, amigo, gostei da citação do Josh Groban que você colocou aí. Uma vez, depois de ter perdido um dos personagens, ano passado, que ficou pouco tempo nas minhas mãos, eu cheguei em casa e postei no meu live journal: “Algumas vezes, temos que segurar a vela do nosso amor, para, depois, poder levá-lo para a cama. Portanto, ‘just let me fall’”. Amigo, muito obrigada, de coração. Sinceramente, espero, um dia, que possamos voar juntos. Obrigada por tudo. Te adoro, amigo!
Diana, sua amiga agradecida.
De marianabarcelos a 1 de Agosto de 2005 às 20:53
è...desejo asas a todos que a merecçam, melhor, desejo que aprendam a bate-las. que bom que com a Diana foi assim, ela não só aprendeu a bater as asas, como também nunca as prendeu...Isso é fascinante em um lugar de "macacos treinados" e adestradores adestrados.
"let me fall"
Beijos, Mariana

Comentar post

Tudo Sobre Ele

Pesquisar Dobras

 

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Ontem

Voltamos já...

Fundo Sem Garantia

Um "Eu Amo GLEE" enorme n...

Glee, sua linda.

A Cabecinha do Hond#$%@##...

Sala de Projeção: Marilyn...

Titanic 3D

Agora sim...

Tô quase me rendendo...

Thammy Ae!

Vida Real Pra Quê?

Lua de Sinteco

Sala de Projeção

BBB12 - Selva Dentro e Fo...

M-A-D-O-N-N-A Pra Quem En...

Páginas Viradas

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Tags

todas as tags

Links

Autógrafos

Assine meu Livro
blogs SAPO

subscrever feeds