Quinta-feira, 24 de Agosto de 2006

O carteiro

Nunca houve alguém que eu amasse tanto.
Nunca houve pessoa que eu quisesse mais fazer feliz do que você. E acredito que você também me ame mais do que amou qualquer pessoa e sei que me provou isso com todos os seus sacrifícios pra estarmos juntos.
Mas acho que estar junto não é o limite para a conquista e ninguém se sente carente ou faz cobranças, se não tiver alguma razão pra isso. Ela pode não ser clara pra você, mas existe.
No entanto, acho que nenhum relacionamento suporta cobranças, por mais que elas façam sentido, e acho que está na hora de fazer calar as vozes que justificam as minhas razões.
Se meu jeito hiper problemático de lidar com as minhas emoções é um obstáculo pra natureza prática que rodeia as boas relações, acho que é hora de um exame de consciência pra mudar isso. Suprimir essas fragilidades afeminadas e esse desejo de atenção infantil, e fazer algo de bom pelo nosso amor e pela minha mente atribulada.
Tenho consciência das minhas falhas e exageros... mas sinto saudades do tempo em que elas eram charmosas pra você. Sinto falta do tempo em que você me amava "também por isso" e não "apesar disso".
Não me interprete mal. Como se eu estivesse exigindo de você uma postura submissa. Diálogos pra mim não são feitos pra convencer os outros de algo, mas sim pra servir de voz pro que o outro tem a dizer.
Não concorde com o que eu sinto. Mas ao menos aceite que eu tenho minhas razões pra sentir. Eu mesmo estou me submetendo a admitir que está se tornando difícil conviver com as minhas constantes inseguranças regadas de conversas longas, lacrimosas e analíticas. E estou admitindo que isso pode causar desconforto em você.
Mas eu sou um animal sentimental, e não posso evitar ainda que eu seja um catalisador de sensações tão grande.
Não posso garantir, mas vou tentar.
Tenho sim, uma necessidade grande de atenção e como é característico dos artistas, sou dado ao dramático de um jeito mais acentuado que com os outros.
Mas sinto saudade do tempo em que não precisava ter medo de me mostrar pra você. Medo de ser bobo, infantil, mimado ou romântico. Porque você seria capaz de me ver por dentro e me perceber como mais ninguém.
Admito que chega uma hora em que cansa alimentar as vaidades e carências de alguém tão necessitado de atenção.
E compreendo você por isso.
Assim como se faz com as crianças, o beicinho na hora da raiva não pode impedir que a criança perceba que está errado e que precisa mudar. E o que está acontecendo agora é isso: eu continuo fazendo beicinho, mas você começou a me confrontar.
Então prometo que a era da pirraça vai passar.
Ás vezes acho que reconheço meus erros muito mais do que você. Mas também sei que isso é o que todo mundo pensa de sí mesmo.
Te amo com todas as forças do meu coração.
E o que está acontecendo é que eu fico tão preocupado em fazer essa relação dar certo, que não quero deixar nenhuma aresta pra aparar depois, nada pra dizer depois e nenhuma sensação calada por dentro de mim, por mais boba e insensata que ela seja.
Mas estou metendo os pés pelas mãos na minha ansiedade.
E não está mais dando certo falar sobre tudo.
Nada vai mudar quanto ao que sinto por você.
Te amo e te amo tanto que chega dói!
Deus sabe o quanto tenho dobrado meus joelhos pedindo a racionalidade que perdi quando comecei a amar você.
Quero fazer dar certo, Meu Rei.
Te amo demais pra poder viver sem você.

Um beijo.
Perdão,
Henrique.

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 17:00
Link | Dobre (comente) | favorito

Tudo Sobre Ele

Pesquisar Dobras

 

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Ontem

Voltamos já...

Fundo Sem Garantia

Um "Eu Amo GLEE" enorme n...

Glee, sua linda.

A Cabecinha do Hond#$%@##...

Sala de Projeção: Marilyn...

Titanic 3D

Agora sim...

Tô quase me rendendo...

Thammy Ae!

Vida Real Pra Quê?

Lua de Sinteco

Sala de Projeção

BBB12 - Selva Dentro e Fo...

M-A-D-O-N-N-A Pra Quem En...

Páginas Viradas

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Tags

todas as tags

Links

Autógrafos

Assine meu Livro
blogs SAPO

subscrever feeds