Sábado, 24 de Abril de 2010

Lost 06X12

 

 

           

Lost

"Eveybody Loves Hugo"

 

 Uma semana depois dos eventos de inversão do episódio centrado em Desmond, onde ficamos sabendo que a realidade paralela poderia não ser na verdade apenas mais um adorno decorativo para essa última temporada, mas sim um mecanismo de engrenagem para que entendêssemos o destino da ilha (mostrado no teaser do início da temporada), temos mais um episódio de transição. Embora de conteúdo relevante, ainda assim um episódio de transição. O que é estranho, já que estamos a uns sete episódios do final.

           

O flash sideway de Hurley não poderia ser de outro jeito: pitadas de Libby estavam por toda a parte. A personagem é curiosa. Quem gosta de delegar a Rodrigo Santoro o posto de irrelevância principal no período em que esteve na série, se esquece que pelo menos ele teve um flashback, Libby nem isso. Apareceu em flashbacks alheios e tirando o episódio de sua morte, tinha falas rasas e aparições apáticas (atualmente temos Lapidus nessa categoria também). Mesmo assim, caiu no gosto do público quando se apaixonou por Hurley e sua morte foi mais lamentada do que a Ana Lucia, que teve mais importância para série do que ela. A morte de Ana Lucia, embora com cara de punição dos roteiristas, teve seu significado cármico para uma personagem tão complexa. A de Libby não, ficou com cara de precipitação e fugiu da regra implícita da série para personagens que não devem morrer se não tiverem seu papel definido na ilha. Talvez por isso ela sempre tenha sido uma opção de retorno e nessa última temporada ganhou mais destaque.

           

Seu encontro com Hurley era de se esperar, assim como o fato de que teria de ser ela a trazê-lo para o núcleo das dúvidas sobre a realidade alternativa. No entanto e sobretudo, Libby tinha que cumprir seu karma com Lost e dar aos espectadores da série algum tipo de justificativa para sua existência. Mesmo que essa justificativa fosse apenas com relação a outro personagem.

           

O episódio foi bem bacana. Hurley sempre imprime uma dose bacana de credibilidade às histórias. Sua fatia de realidade alternativa não teve nada de equívoco e correu singela e agradável durante todo o episódio. As coisas na ilha sim é que ainda continuam confusas e indetermináveis. Os criadores da série ainda não conseguem definir qual o ponto de tensão principal para esse fim e ficam oscilando entre episódios da briga Locke-esfumaçado x Jacob ou da briga Ben X Widmore. Enquanto todos sabemos que uma definição precisa acontecer para tornar o final coeso.

           

Tivemos a morte de Ilana. Mais uma daquelas mortes repentinas que tornaram a série conhecida. A maneira não foi lá muito original, mas ter alguém explodindo em Lost é sempre bacana. A cara de todo mundo depois que a pessoa vira carne moída é imperdível. Depois tivemos a morte (?) de Desmond, que chegou à ilha desesperado e depois ficou com aquele sorrisinho “eu sei de tudo” que tanto me irrita. Locke-sinistro jogou ele no fundo do poço e não sei o que é pior: ele sobreviver com uma explicação inacreditável ou ele morrer sem dizer a que veio.  A explosão do Black Rock também fecha um ciclo, mas continuo sem entender porque raios eles só podem impedir o avião de decolar com dinamite. Concordo nesse ponto com a Cláudia Croitor. Dar umas porradas, um tiro ou provocar um curto no painel de controle já não seria suficiente?

           

Terminamos o episódio com a galera se reunindo no acampamento do Locke-Família Adams e justo quando Sun chegou, Jin saiu. Tem que tomar cuidado pra não virar pastelão. Ainda mais com a Claire naquela peruca hedionda e Sayd com cara de “cego de novela”. Os dois sim é que já deviam ter explodido faz tempo. Acho que chegamos num ponto em que certas coisas se tornaram injustificáveis e se uma limpeza de arestas não acontecer já, o final perde terreno para as justificativas desimportantes e uma série como Lost não pode se dar a esse luxo.

 

            Ah, e teve a volta do Michael, provando que não foi Harold Perrineau que se recusou a retornar à série. Teve gente que não gostou da explicação que ele trouxe, mas eu não achei nada preguiçosa. Achei muito coerente. Só achei que já poderíamos ter descoberto que os sussurros eram os mortos há mais tempo. Assim não teríamos que aturar as críticas. Essas sim muito preguiçosas, já que não se dão ao trabalho de analisar o fato de que os sussurros não poderiam ser outra coisa.

 

            E porque cargas d’água Desmond atropelou Locke na realidade alternativa? Será uma maneira de fazê-lo perceber alguma coisa?

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 01:56
Link | Dobre (comente) | favorito

Tudo Sobre Ele

Pesquisar Dobras

 

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Ontem

Voltamos já...

Fundo Sem Garantia

Um "Eu Amo GLEE" enorme n...

Glee, sua linda.

A Cabecinha do Hond#$%@##...

Sala de Projeção: Marilyn...

Titanic 3D

Agora sim...

Tô quase me rendendo...

Thammy Ae!

Vida Real Pra Quê?

Lua de Sinteco

Sala de Projeção

BBB12 - Selva Dentro e Fo...

M-A-D-O-N-N-A Pra Quem En...

Páginas Viradas

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Tags

todas as tags

Links

Autógrafos

Assine meu Livro
blogs SAPO

subscrever feeds