Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Glee

Quem quer ver a nova série do criador de Nip/Tuck?

Eu quero!!

Single Ladies no meio do campo de futebol é tudo!!!!!

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 19:58
Link | Dobre (comente) | Ver dobras (1) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Banana pra Vocês

Conhecem a Mulher Banana? Pois ela é a resposta travestida aos ícones bundísticos da Mulher Melancia e derivados.

Notem a preciosidade da letra. Notem o mix que fizeram com aquela música ótima da banana que toca no filme Os Fantasmas se Divertem. Notem como é linda a metáfora animal que Banana usa para se referir ao próprio rabo.

Pôpô de pombo, ever!!

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 20:09
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Não é Não!

Recebi hoje no meu email um vídeo com uma moça igual a Grazi Massafera fazendo um filme pornô. A pessoa que mandou o vídeo garante que é ela, mas uma boa olhada deixa claro que não. Mostrei o vídeo a outras pessoas e é impressionante como a primeira reação diante do possível desvio de conduta da pessoa famosa é sempre a de crença. Os comentário são sempre: sabia que ela não era santinha... Mesmo que uma boa conferida deixe claro que não se trata da pessoa em qustão.

Infelizmente eu não consegui encontrar um link para o vídeo, mas aqui está uma foto.

Igualzinha, né?

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 00:15
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

Barrados no Bom Senso

Gente, comecei a ver "Barrados no Baile" de novo. Comprei as duas primeiras temporadas pra reviver meus tempos de adolescência. Mas céus, como é ruim!! É muito ruim. É tipo Malhação o que faz com que a Malhação seja ainda pior, porque Barrados no Baile é do início dos anos 90.

E se não bastassem os cabelões, o colorido, as ombreiras, ainda temos que aturar os dramas mais forçados da história! As frases mais clichês de todos os tempos! O negócio é constrangedor mesmo! Ao extremo! Não tem naturalidade. Me lembra as novelinhas que eu escrevia quando criança.

Prometo uma crítica mais completa a medida que for avançando, porque claro: eu vou comprar todas as temporadas. Isso é uma pérola cult, minha gente.

 

E olha quem eu achei num episódio

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 20:36
Link | Dobre (comente) | Ver dobras (4) | favorito
|
Domingo, 20 de Setembro de 2009

Um Psicopata pra Chamar de Seu

O cartaz diz que há alguma coisa errada com Esther... e há muito mais coisas do que vocês podem imaginar.

 

A primeira vista pode parecer mais uma versão da mesma história. Não é a primeira vez que somos apresentados a jovens aparentemente encantadores que escondem faces negras em sua personalidade. Sejam distúrbios ou ações malignas, o fato é que esses longas sempre seguem uma fórmula e com esse não é muito diferente.

As principais recorrências estão lá. Visíveis e desavergonhadas. De primeira sabemos que Kate, a mãe vivida por Vera Farmiga tem problemas feios pra enfrentar. Perdeu um filho, virou alcóolatra, quase deixou a filha morrer num lago. Claro, tínhamos que ter uma mãe carente que aceitasse tão imediatamente uma estranha em sua casa. Pra completar o quadro, ela têm dois filhos. Um esperto que sabemos desde já que vai sacar qual é a da órfã e uma menor, bobinha, que sabemos que será o principal alvo da estranha nova irmã. Um marido babaca ajuda a formar esse lar que já está prestes a ser destruído. Os maridos sempre são babacas nesse tipo de filme.

 

A partir do momento em que fica definido que será a mãe a desconfiar da órfã, estabelece-se uma outra certeza: ela será desacreditada. Já sabemos que as armações vão vir. Assim como já sabemos que determinados signos-chave da história já estão muito bem definidos: a casa da árvore, as flores, o cofre, as pinturas, o dentista, a bíblia, a faixa no pescoço... Todas essas coisas são marcadas e sabemos que terão sua função. O roteiro se forma todo na nossa frente. Tudo está previsto e previamente concretizado... no entanto, porque esse filme se torna tão bom?

Apenas pelos detalhes. E não é porque o final realmente te pega de surpresa que esses detalhes têm importância. Na verdade, esse tipo de filme existe para te fazer ser obrigado a desvendar essas recorrências. E acredite, aqui essa função ganha realmente muita dimensão.

 

A diferença no filme do diretor Jaume Collet-Serra está em volta. Está no rosto incrível da interprete da órfã. Isabelle Fuhrman é um achado. Compreende o personagem a fundo e nos proporciona uma das transformações mais assustadoras do cinema atual. A cena em que ela mata um pombo na frente da nova irmãzinha surda e diz: Ele vai pro céu agora, expressa bem a natureza segura com que essa jovem atriz encarou esse papel tão denso.

Outro achado é a linda loirinha que interpreta a irmãzinha mais nova e surda de Esther. A jovem Aryana Engineer deve ter no máximo uns seis anos e é tão, mas tão convincente que sua interpretação pra mim seria premiável. E os roteiristas e a direção parecem ter percebido isso, porque grandes momentos do filme são compartilhados pela atriz. E o diferencial dessa produção entra em cena novamente. Em quantos filmes vimos a filha de seis anos pegando uma arma e atirando na vilã pra proteger a mãe?

Também não se costuma ver uma mulher de mais de trinta anos dando uma bofetada certeira numa garota de nove, como acontece em certa altura, depois que uma ensandecida Kate, vivida com competência por Vera Farmiga, não aguenta mais a manipulação da filha adotiva.

E se Peter Sarsgaard só serve pra viver o pai babacão - devidamente castigado por sua omissão familiar - pelo menos temos bons tostões de sua beleza mal encarada.

 

Muito se tem falado sobre as possibilidades de exploração diversa do filme. Muitos falam sobre o maniqueísmo de ter entregue à Esther motivações maléficas. No entanto, além de ficar muito claro o que aconteceu no desenvolvimento do roteiro pra que chegassemos a esse ponto, estamos numa era de mal puro e simples. Estamos vivendo um momento onde a sociedade se confronta o tempo todo com o mal puro e simples. Sem razão. O que faz parecer extremamente preciosista o discurso de alguns dos críticos que avaliaram esse filme. Um filme que não é muito mais do que poderia ser se fosse justamente apreciado e que mesmo assim, passou bem pelas bilheterias e até mesmo por essa mesma crítica especializada, que foi obrigada a entender os aspectos originais desse desfile de recorrências - por mais peculiar que essa afirmação possa parecer - e delegar ao filme uma posição relevante no ranking oficial do que é bom ou não é.

O  curioso é que muitos anos atrás, quando um tal de Pânico estreiava e assustava a crítica sempre acostumada a desprezar os filmes de terror, o assassino no final do filme, divagando sobre as razões pelas quais cobravam tanto a ele que suas ações tivessem um motivo, dizia pra mocinha: "porque eu tenho que ter um motivo? Freddy Krueger tinha um motivo? Hannnibal Lecter tinha um motivo? se quer um motivo, culpe hollywood".

 

A Órfã poderia muito bem ser, mais de dez anos depois, a primeira produção do gênero a voltar a ser levada a sério por fazer surpresa com aquilo que já estamos cansados de ver.

 

 

 

 

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 04:03
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

Gaguejei, Lady.

Lady Gaga ultrapassou todos os limites da falta de noção no VMA. Gente, vocês viram aquilo? Aff... Primeiro, ela se fantasiou de fogueira de São João.

Depois, ela me vem com essa coisa aqui:

Senhor Jesus!! Dá pra criar uma ninhada ali....

Quer se vestir igual a Lady Gaga?

Num pé de abacate próximo de você!

 

Ps: Mas ela agradecendo aos gays foi fofo...

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 22:24
Link | Dobre (comente) | favorito
|

O Imbecil Maior

As celebridades na maioria das vezes agem como imbecis. Todos sabemos. Mas arruinar um grande momento da vida de uma pessoa com essa imbecilidade, já é demais.

Com vocês, uma pitada da imbecilidade total de Kaney West no VMA.

 E celebridades também podem ser ótimas. Beyonce, depois de uma apresentação linda, provou o quanto se pode ser gentil e correta.

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 22:09
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Sábado, 12 de Setembro de 2009

The Dolphin Ass

A manchete dessa foto é:

Xuxa deixa tatuagem à mostra durante Bienal do Livro

Mas devia ser:

Xuxa deixa cofrinho tatuagem à mostra durante Bienal do Livro

E notem que o golfinho mergulha nos confins gluteonídeos da apresentadora. Se formos seguir a lógica metafórica e reveladora do mundo dos famosos, poderíamos dizer que por aquelas águas, só mesmo espécies em extinção.

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 02:55
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Casamentos demais

Esses dias vi esse filme aqui:

Dois dias depois, me deparei com esse aqui:

Incrível como Hollywood sofre de uma crise total de criatividade. Irmã doida que vem pro casamento da irmã e mexe com as estruturas da família já deu o que tinha que dar.

Ah, mas o segundo é melhor, só pra conferência.  Tem até carnaval de verdade!!

 

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 22:59
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

É isso!

É oportunismo... vá lá. Mas pode ser bacana.

Quem não quer ver os últimos dias da vida de Michael?

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 19:43
Link | Dobre (comente) | favorito
|

Tudo Sobre Ele

Pesquisar Dobras

 

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Ontem

Voltamos já...

Fundo Sem Garantia

Um "Eu Amo GLEE" enorme n...

Glee, sua linda.

A Cabecinha do Hond#$%@##...

Sala de Projeção: Marilyn...

Titanic 3D

Agora sim...

Tô quase me rendendo...

Thammy Ae!

Vida Real Pra Quê?

Lua de Sinteco

Sala de Projeção

BBB12 - Selva Dentro e Fo...

M-A-D-O-N-N-A Pra Quem En...

Páginas Viradas

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Tags

todas as tags

Links

Autógrafos

Assine meu Livro
blogs SAPO

subscrever feeds