Quinta-feira, 6 de Setembro de 2012

Voltamos já...

O "As Dobras" está se reformulando e logo volta com mais comentários do mundo pop. 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 19:23
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quarta-feira, 1 de Agosto de 2012

Fundo Sem Garantia

 

Um pergunta para os trabalhadores que estiverem lendo esse post:

Quanto tempo entre a demissão e a empresa lhes ter entregue a chave para o saque do FGTS?

 

Horas? Dias? Semanas? Geralmente, após a homologação, existe a possibilidade de passar no banco no mesmo dia e fazer o saque. Basta ter a chave. Mas aí o que você faz quando a empresa some com o chaveiro?

 

Em abril, enquanto eu ainda estava empregado, houve dois saques na minha conta do FGTS. Procurei saber o que aconteceu e um contador me explicou que a empresa havia pedido uma chave pra mim mesmo antes da minha demissão e esse pedido aparece em forma de saque quando puxamos o extrato da conta. E que eu não me preocupasse porque o dinheiro estava lá, e voltaria a aparecer intacto no extrato quando aquela chave fosse cancelada e outra fosse pedida. 

 

Em Junho fui demitido. A homologação atrasou um mês (isso mesmo) e só foi assinada no início de Julho. Como a chave anterior precisou ser cancelada, outra deveria ser feita e eu tive que reenviar todos os documentos necessários pra isso. Eles foram enviados.

 

Algo me dizia que uma vez demitido e homologado, eu não teria mais qualquer relevância pra empresa. E foi dito e feito. Hoje é o primeiro dia de Agosto e até agora, só recebo respostas evasivas sobre a minha chave. Minha demissão vai alcançar o aniversário de dois meses e nada de FGTS. Por tabela, nada de seguro desemprego. 

 

O que fazer numa situação dessas? Porquê alguém deve ficar pedindo por favor por um direito que lhe cabe? 

 

O pior é que o tom de voz de quem está do outro lado da questão é sempre condescendente, como aquele que usamos pra nos livrar dos pedintes na rua. 

 

Eu não sou um pedinte. Não preciso medingar pelo que é meu. Então porque isso?

 

Sempre fui acusado do meu excesso de tolerância. Eu nunca achei que ser paciente e discreto fosse um defeito, mas é impressionante o número de situações em que tentam me passar pra trás baseados na simples informação de que eu não gosto de conflitos. 

 

Eu não quero ter que mudar. Não quero ter que ficar mais cínico, mais arrogante, mais turbulento... Simplesmente pra evitar o ataque dos oportunistas. Mas também não quero que tirem de mim meus direitos, minhas posses, meu orgulho... Até mesmo meus textos. 

 

Estou cansado. E triste. Porque parece que só mesmo uma guerra vai resolver essa questão. E eu sou daqueles que prefere a diplomacia e não a força bélica. 

 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 18:47
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Maio de 2012

Um "Eu Amo GLEE" enorme no peito

Acabo de terminar os dois episódios seguidos de GLEE, ainda profundamente comovido com as vitórias do New Directions e com a possibilidade de mais despedidas emocionais na semana que vem.

Eu estou tão tomado de gratidão pelo que GLEE me proporciona todas as semanas, que gritar isso pro mundo é o único jeito de me fazer esquecer. E é assim mesmo que acontece com tudo aquilo pelo qual nos apaixonamos: ficamos chatos, pedantes, viramos malas perante aqueles que não nos entendem.

E GLEE é isso mesmo, paixão. E na melhor interpretação da palavra, já que provoca reações de profunda devoção, e ao mesmo tempo (por conta de seus problemas "murphyticos") de profundo incômodo. 

E a gente entende... A gente entende todo mundo que não gosta. Existem muitas razões pra não amar GLEE, sobretudo quando ela não esbarra no que fragiliza o seu coração, no que te remete e te referencia. GLEE não é uma série para os 100% cínicos (porque existem os 95% cínicos que amam, mas não assumem) e acho isso uma tristeza, porque poucas vezes vi no ar uma série tão cínica. Acho terrível que os inteligentes não gostem de GLEE, porque poucas vezes estive diante de tiradas tão espertas. Acho uma pena que os detratores se deixem enganar pelo universo HIGH SCHOOL, ou pelo nonsense da dramaturgia musical... Pouco se vê de tão transgressor na televisão mundial. 

A cada episódio, é como se um oceano de lembranças, cheiros e sensações pregressas me tomassem. Tudo imbuído de sagacidade e muita cara de pau. É como se cada personagem meio ferrado que a série tem, falasse pra um parte meio ferrada de mim... É como se o imenso amante das artes dramáticas que eu sou, estivesse diante de tudo aquilo que quis ver, viver e encenar. 

E que me desculpem os que anseiam pelo sentido... Quais paixões fazem realmente sentido? Como explicamos que tenhamos tanta ansiedade pela afirmação de nossa intelectualidade, e choremos ao mesmo tempo com o filme pipoca da Sessão da Tarde? A inteligência da paixão está em deixar-se levar por ela.

Por isso, sem vergonha de parecer o maior e mais pernóstico dos NERDS, eu estou aqui pra falar: Um imenso "Eu Amo GLEE" estampado no peito. Porque ela me faz chorar de alegria por cada e único momento de completa identificação. 

Semana que vem é o fim dessa era da série, e talvez nunca mais seja assim. Por isso, muito obrigado Ryan Murphy por esses três anos de paixão. Foi um desbunde. Um despertar. 

 

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 07:34
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Quinta-feira, 3 de Maio de 2012

Glee, sua linda.

Que a terceira temporada de GLEE está linda de se ver, eu nem vou comentar. O que quero dizer é que o que fizeram Shake it Out da Florence, foi de enlouquecer de tão lindo e bem colocado. 

 

É isso SMASH, na hora de fazer um cover, aprende com esse pessoal ae!!
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 14:07
Link | Dobre (comente) | favorito
|

A Cabecinha do Hond#$%@##$&*%*#

Foi feita a mais nova vítima do flagra da WebCam. Agora foi a vez do Serginho Hond$%#@(@ que tá numa situação pior que a de todos os outros. O moço tira um consolo rosa de um saquinho de Wickbold (merchan improvável), aparece fumando, com genitais negativamente discretos (embora esteticamente aceitáveis) e num certo frame, parece empinar o popozão... Ou seja, os sonhos adolescentes foram jogados por água abaixo. 

 

 

O link tá aqui. Corre que daqui a pouco tiram. 

Sérgio, força ae... Vai ser difícil segurar o rojão dessas imagens. 

Dobrado Por Henrique Haddefinir às 03:21
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Terça-feira, 24 de Abril de 2012

Sala de Projeção: Marilyn Reina....

O Oscar já passou faz tempo, porém, nunca é tarde pra avaliar um pouco dos candidatos à premiação. Segue abaixo, o que o As Dobras achou dessa filmarada toda. 

 

Dobremos!

 

My Week With Marilyn

Sensibilidade é mais importante que caracterização.

 

Eu sou um fã Dawsoncreekiniano de Michelle Willians. Sempre ficou claro que a moça era o membro mais forte daquele elenco, e foi só ela sair da série, para conseguir, mesmo tão jovem, duas indicações ao Oscar que veteranas lutam até hoje pra conseguir. No entanto, mesmo com toda essa admiração, eu temi quando a terceira indicação saiu por esse My Week With Marilyn, onde a atriz teria nas mãos uma tarefa considerada quase impossível pela crítica: representar um dos maiores ícones hollywoodianos da história. Temi porque Marilyn tinha detalhes demais sobre si mesma, difíceis de acoplar sem que parecessem falsos demais. Muitas já tentaram... Nenhuma tinha conseguido. Bom... Até aqui.

 

E a receita era muito simples: sensibilidade. 

 

Michelle não tem o corpo de Marilyn (onde enchimentos precisaram fazer seu papel), nem o rosto de Marilyn, e nem é conhecida como um símbolo sexual. Sempre aparece lá, nas premiações, com aquela carinha de doente, branca e frágil como uma lesma. Parecia impossível que desse certo... 

 

Basta uma aparição e ela já convence imediatamente. Muito disso se deve também ao roteiro impecável, a direção segura e delicada e ao elenco coadjuvante simplesmente brilhante (encabeçado pelo soberbo Kenneth Branagh, junto de Emma Watson, Judi Dench e Eddie Redmayne). Michelle está tão magnífica que eu me arrebatava a cada cena. E para os que conhecem e gostam da trajetória da atriz, cada momento de sua vida, transposto tão seriamente para a tela, é como um profundo deleite. Dá uma vontade imensa de ver a Marilyn de Michelle em outras situações de sua tão curta vida. 

 

Tá tudo ali. O conhecimento da própria capacidade de poder, a Marilyn ícone em conflito com a Marilyn mulher, a contradição entre sua ignorância profissional e o poder de sua imagem na tela, as pílulas, Paula Strasberg, Arthur Miller, as poses, os flashes, o temperamento... É fantástico! Simplesmente fantástico!

 

Logo após assistir ao filme, ainda profundamente comovido, abri uma das biografias dela que contém várias fotos. Uma em particular, em que a vemos ao lado de Miller num pose em frente a ponte do Brooklyn em Nova Iorque, é a perfeita representação da criação de Michelle Willians. Fiquei um tempão olhando para aquela foto... A ligação com ela ainda maior. As sensações sobre ela, mais fortes. 

 

Esse é um filme que esbanja emoção e competência. Michelle é uma diva. 

E a academia, mal cheirosa como nunca.

 


 


 


Dobrado Por Henrique Haddefinir às 02:52
Link | Dobre (comente) | favorito
|
Domingo, 22 de Abril de 2012

Titanic 3D

Em janeiro de 1999 eu entrei num cinema do shopping de Nova Iguaçu para assistir - sem nenhuma informação prévia - o filme sobre o naufrágio do Titanic. Três horas mais tarde, eu saía como se tivesse vivido uma experiência religiosa.

 

 

Durante meses eu só pensava nesse filme. Ele virou uma obsessão absoluta e uma referência para o quanto grandiosa uma experiência cinematográfica pode ser. 

 

Esquecendo a crítica conservadora - que rejeita com desequilíbrio o cinema de "efeitos especiais" - tudo a respeito do longa é fantástico. Desde seu roteiro esperto e mercadológico (o que é uma qualidade, comecemos a aceitar isso) até a maneira sensível com a qual a fantasia serviu à realidade. Impossível não ficar maravilhado com uma reprodução tão fiel de um evento catastrófico real. 

 

Eis que agora, em 2012, na véspera do aniversário da tragédia, volto para reviver a experiência. O 3D é o de menos, acreditem. Esse filme é tão poderoso que nada parece deficitário nele. O 3D nem somar, soma, porque Titanic funciona sozinho. Na TV, no VHS, no DVD, sobretudo na telona. Foi uma honra ter novamente essa chance.

 

Abaixo, um vídeo hilário brincando com a reestreia, juntando elementos de George Lucas, Michael Bay e J.J. Abrams ao filme. 

 

 
If you jump, I jump!
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 23:39
Link | Dobre (comente) | favorito
|

Agora sim...

 

ESSE ANO EU VOU!!! 

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 23:33
Link | Dobre (comente) | favorito
|

Tô quase me rendendo...

 

... e começando a achar essa estreia muito esperada.

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 23:30
Link | Dobre (comente) | favorito
|

Thammy Ae!

E a Thammy que deve estar até agora subindo e descendo a escadaria da Penha depois de ter sido chamada pra entrar na próxima novela da Glória Perez. Esse é o tipo de noticía infalível pra me fazer ficar louco pra ver a novela. Até porque, torço pelos underdogs e Thammy é um exemplo cabal disso. Basta olhar pra essa foto de dibulgação da peça dela:

 

 

A cara de satisfação da moça/moço entrando no Projac como atriz é algo que eu até pagava pra ver. 

 

Vai lá Thammy, se joga.

Tags:
Dobrado Por Henrique Haddefinir às 23:11
Link | Dobre (comente) | favorito
|

Tudo Sobre Ele

Pesquisar Dobras

 

Setembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Ontem

Voltamos já...

Fundo Sem Garantia

Um "Eu Amo GLEE" enorme n...

Glee, sua linda.

A Cabecinha do Hond#$%@##...

Sala de Projeção: Marilyn...

Titanic 3D

Agora sim...

Tô quase me rendendo...

Thammy Ae!

Vida Real Pra Quê?

Lua de Sinteco

Sala de Projeção

BBB12 - Selva Dentro e Fo...

M-A-D-O-N-N-A Pra Quem En...

Páginas Viradas

Setembro 2012

Agosto 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Tags

todas as tags

Links

Autógrafos

Assine meu Livro
blogs SAPO

subscrever feeds